quinta-feira, maio 24, 2007

14. Dummy (1994) - Portishead


A figura franzina de voz frágil é Beth Gibbons, mas a mensagem transmitida é poderosa. Dummy foi um disco que me marcou pela capacidade dos músicos em abdicarem da estrutura tradicional de uma "banda pop-rock" e apostarem no sampling, nos loops e no scratch para produzirem uma sonoridade original associada a temáticas intemporais, como o amor, o sonho, a verdade e a vida. Embora o disco tenha sido editado em 1994, foi só entre 1998 e 2001 que o ouvi centenas de vezes, uma por cada tarde que passava na Epitome Coffee House, em Tallahassee, a estudar para o meu doutoramento. Naquele local, caracterizado pela irreverência e inconformismo de um bando de não-alinhados na cultura americana dominante, era habitual ouvir Dead Can Dance, Blues Traveller ou Björk. Os Portishead também faziam parte do lote de escolhas do barista/dj de circunstância.

Os Portishead são um duo de Bristol, Inglaterra, e representam o apogeu de um género musical que ficou conhecido como trip-hop e que integra igualmente os Massive Attack e Tricky, só para mencionar os mais conhecidos. Editaram apenas dois trabalhos originais e um cd ao vivo no Roseland Ballroom de NYC com os melhores temas acompanhados por uma orquestra. Dummy é o seu primeiro trabalho e podem ouvir It Could Be Sweet no plug-in ali ao lado e a minha favorita, Wandering Star, no You Tube:

Etiquetas:

4 Comments:

Blogger Sea said...

e este é, simplesmente, soberbo.

1:35 da tarde  
Blogger amazing said...

Quando o ouvi pela primeira vez, há muito muito tempo, era algo de "estranho" para o pessoal. Era algo que depressa passou de "estranho" para o fantástico.
E ainda me lembro de o som do baixo quase que rebentava com as colunas lá de casa.

10:31 da manhã  
Blogger Isobel said...

Perfeito, este álbum.. e a Wandering Stars também é a minha preferida. Enfim, quando comecei a ouvir Portishead, em 1995, mais ou menos, estava na altura das amarguras e, juntamente, com Björk, fizeram-me acreditar que as coisas eram melhores do que eu pensava que fossem.

10:13 da tarde  
Blogger AEnima said...

Este album nem tem comentarios. Ja comprei 3 copias e nao sei como, fico sempre sem nenhuma, tantos sao os emprestadadores.

11:36 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home