quinta-feira, junho 07, 2007

16. The Good Son (1990) - Nick Cave & The Bad Seeds


Ouvi Nick Cave pela primeira vez com 18 anos. Não foi nos The Boys Next Door a cantar "I've been contemplating suicide..."(Nota: primeira banda de Nick Cave, quando este tinha 16 anos); também não foi a gritar desalmadamente nos Birthday Party; nem sequer era Nick a suplicar From Her to Eternity no filme de Wim Wenders "As Asas do Desejo". Nada disso. A primeira vez que ouvi Nick Cave foi a cantar em português o tema Foi Na Cruz, do álbum The Good Son. Desde aí nunca mais deixei de gostar de Nick Cave, da sua poesia, da sua música e da sua personalidade, isto apesar de algumas desilusões ao longo dos anos, como foi o caso de Nocturama, que é, sem dificuldade, o pior disco alguma vez editado pelo homem.

Em The Good Son, Nick Cave assume uma postura menos revoltada, quase soft, relativamente liberta de drogas e, influenciado pelo seu namoro com a estilista brasileira Viviane Carneiro, compõe o já mencionado Foi Na Cruz, baseado na canção tradicional brasileira de inspiração religiosa. Mas as canções que ficam para a história são sobretudo as baladas The Ship Song e Lucy, num registo melódico até aqui quase desconhecido para os fãs de Nick. Pessoalmente, e numa veia mais depressiva, nada supera The Weeping Song, que se tornou a minha canção favorita deste disco e uma das minhas predilectas de toda a carreira de Nick com os Bad Seeds. Para recordarem este tema, deixo-vos com o seu vídeo-clip entre o genial e o kitsch...

Etiquetas:

6 Comments:

Blogger Sea said...

Nick Cave, para mim, sempre foi um pouco estranho (secalhar é aí que reside a essência do homem), mas a fase dos Bad Seeds, talvez seja a que melhor conheço.

8:46 da manhã  
Anonymous la-c said...

Amigo
Fui hoje ao meu cacifo e encontrei a prenda que lá tinhas deixado.
Grande abraço e obrigadão.
LA-C

12:57 da tarde  
Anonymous david said...

para mim este também é o meu disco preferido de nick cave.
De resto também punha dead can dance( outro disco),the doors( o mesmo),godspeed...(outro);current 93(o mesmo)swans(o soundtracks for the blind é lindo)e em vez de velvet punha nico( desertshore,eu sei que disser isto soa a sacrilegio:))Mesmo assim ficaria com uma lista parecida com a tua.

5:42 da tarde  
Blogger AEnima said...

Um dos discos da minha vida, este. Weeping song, ainda a minha favorita :)

PS - parabens papa!

11:32 da manhã  
Blogger Fernando said...

Sea:
A fase dos Bad Seeds é a melhor. É também a que eu prefiro, sobretudo a trilogia: The Good Son, Henry's Dream e Let Love In.

Luís:
Não precisas de agradecer. Espero que gostes de tudo que gravei, mas aceitam-se reclamações :-)

David:
Preferires a Nico não é sacrilégio... é compreensível ;-) Dela prefiro o Chelsea Girl. Já ouviste o Live in Denmark?

Elsa:
Obrigado :-)

12:53 da manhã  
Anonymous david said...

o chelsea girl é o meu quarto disco preferido da Nico,vem atras dos três discos que ela lançou depois do Chelsea Girl.Nunca ouvi Nico ao vivo,não costumo ouvir concertos de artistas que gosto( não sei porque)tirando jazz, contemporanea e clássica(o grande Bach principalmente).Tens um bom blog,ja ganhaste um frequentador:)

7:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home