sexta-feira, maio 12, 2006

Crónicas da Província I

No dia em que se inicia a semana académica da Universidade do Minho, mais conhecida como Semana do Enterro da Gata, inicia-se também a publicação de um conjunto de pequenas crónicas sobre a minha vivência em Braga. Espero que gostem e critiquem.

Nas últimas semanas, a revista Visão tem publicado várias cartas de leitores furiosos com a TV Cabo pela retirada da programação de um canal brasileiro chamado GNT. Pelos elogios ao dito, depreendo que seja da melhor televisão que se faz no "país-irmão", mas confesso que nunca tive oportunidade de conhecer a grelha de programação. Aparentemente, os habitantes da capital estão reféns da TV Cabo. São as esperas intermináveis ao telefone, os funcionários rudes no atendimento, a falta de consideração pelas preferências dos tele-espectadores, entre muitas outras queixas que demonstram um conjunto de clientes à beira de um ataque de nervos.

Tudo isto a propósito de escolha. Por influência americana, sempre apreciei a sensação de escolha. Poder escolher a escola onde colocar os filhos, o hospital onde ser operado, o café onde ler um bom livro, a loja de cds onde comprar os mais baratos e mais raros, a livraria com melhores condições de atendimento e conforto, etc, etc. Vocês percebem a ideia...

Acontece que os habitantes de Lisboa não têm alternativa. Se quiserem ver 50 canais via cabo, a única empresa que os proporciona é a TV Cabo. Ora aqui na província, não temos apenas uma, mas duas empresas de cabo: a TV Cabo e a Bragatel. Não sei a quem pertence esta última, mas escusado será dizer que é desta que sou cliente. Não tenho o GNT, mas tenho a Band TV (Bandeirantes, principal concorrente da Globo), que possui uma programação diversificada e me proporciona jogos de futebol de campeonatos a sério (Espanha e Itália) todos os fins de semana, sem que seja explorado pelos irmãos Oliveirinha e a "sua" Sport TV que cobra 20 euros para acesso a um único canal enquanto os 50 canais da Bragatel (Band TV incluída) ficam por 21 euros. Aproxima-se o Mundial de Futebol e a Band já prometeu transmitir vários jogos.

Vivo na província, mas tenho escolha. É uma escolha limitada, é certo, mas é melhor do que nada.

Etiquetas:

4 Comments:

Blogger Jazz Manel said...

Pois...no futuro todos nó havemos de voltar á província...

7:02 da tarde  
Blogger gotika said...

Só uma correcção. Os assistentes que falam com os clientes ao telefone não são "funcionários" da TV Cabo. Nem sequer são contratados pela TV Cabo.
Deixo o enigma para fazeres umas perguntas a ti próprio e umas inquirições sobre o país real. (Possivelmente é onde a maioria dos estudantes universitários vai acabar, mas não sabe.)
E se as pessoas soubessem quanto eles ganham não lhes chamavam rudes, mas santos. ;)

Foi só um à parte.

1:23 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Eu sou cliente da Bragatel, e até ao dia 11 de Junho (estreia de Portugal), vi todos os jogos do mundial, entre canais como BBC, TF1, RAI1, M6. Na segunda-feira, dia 12 de Junho, o insólito começou a acontecer. No momento em que me preparava para ver o primeiro jogo do dia, na BBC, o sinal do canal mudou para um comunicado, com as cores do canal SPORT TV, avisando que a SPORT TV possuía o exclusivo das transmissões dos jogos do Mundial para Portugal. E, desde esse momento, todos os canais estrangeiros que transmitem jogos do Mundial, passam a ter apenas a transmissão do som, tendo, como imagem, agora com fundo da Bragatel, com o aviso de que são os próprios canais estrangeiros que codificam o sinal fornecido à Bragatel.
Eu não acredito nisso. Acredito que a Bragtel, tendo a vontade de vender o codificado SPORT TV, corta o sinal desses canais. Mais me convenço disso, quando, pude vêr 20 minutos do jogo Itália-Gana no canal TF1 (de França), enquanto o RAI1 (de Itália), ficou sem imagem à hora certa do início do jogo. Aposto que o que se passou foi que o técnico só foi cortar o sinal após o seu jantar (apressado), dando tempo aos clientes da Bragatel de assistirem a 20 minutinhos de jogo (entre as 20.00 e as 20.20). Espero que não tenha sentido nenhuma indisposição por ter jantado tão rápido.

7:00 da tarde  
Blogger Fernando said...

Também assisti a 20 minutos do Suiça-Ucrânia (uma boa droga!) na BBC. Parece-me que a Bragatel está refém da Sport TV...

7:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home